Aluguel de carros: como evitar gastos desnecessários

O valor de um carro é muito maior do que o preço que se paga na compra dele. Gastos a curto, médio e longo prazo devem ser levados em consideração no momento da aquisição de um veículo. Juros de financiamento e manutenção, mais impostos anuais e a desvalorização são questões que muitas vezes nos fazem passar longe de uma concessionária. Por esses motivos, alugar um carro tem se tornado uma opção muito mais econômica e prática. Aqui vão algumas dicas para você que quer economizar alugando um carro.

1 – Pesquisa: Se o que você precisa é, por exemplo, um aluguel de carros em Fortaleza, você deve sempre procurar uma variedade de tarifas para escolher o mais conveniente. Os valores a depender do tipo de carro, data de retirada e data de devolução podem variar muito de uma empresa para outra. Quando mais você pesquisa, mais as chances de encontrar uma opção mais barata e inclusive promoções. Outra coisa que sai mais caro também é alugar nas lojas que se encontram no aeroporto. As taxas do aeroporto são muito maiores que se você alugar em algum lugar pela cidade.

2 – Vistoria: Quando for retirar o carro preste muita atenção em todos os detalhes e faça uma vistoria completa. A maioria das locadoras são muito minuciosas em relação a riscos na hora de devolver. É bom sempre ter um registro com fotos do carro na hora de receber as chaves e não ter que pagar uma fortuna no momento de devolver por um risco que não foi você que fez. Se já houver algum risco ou avaria comunique ao vistoriador e registre, assim não vai ter dor de cabeça depois.

3 – Períodos e pacotes: Fique de olho nas datas de retirada. A maioria das locadoras tem uma tabela de valores onde nos fins de semana o preço sobe. Além disso por um período maior é mais fácil de conseguir pacotes com descontos para uma semana ou quinze dias.

4 – Contrato: A locadora só poderá cobrar do cliente o que está escrito no contrato. Então na hora de alugar o veículo leia o documento com muita atenção. Nele estará especificado detalhes como tipo de cobrança, se é feito por quilometragem ou tempo de locação, qual o tipo de seguro garantido, se o tanque tem que estar cheio ou pode estar vazio e qual o valor a se pagar em caso de entregar vazio. Pergunte sobre todos os pontos que sentir dúvida. Tenha certeza que saber perfeitamente o negócio que você está fazendo sempre sai mais barato.

5 – Tanque vazio: Procure ler no contrato no dia da locação qual o valor que se paga pelo tanque cheio e se vale a pena em relação ao valor do posto de gasolina. Geralmente vale muito mais a pena você pedir com o tanque vazio e abastecer em algum posto na cidade onde você está. As locadoras costumam vender o tanque cheio por um valor mais alto.

Fonte: Atual | 3 de Abril de 2018

Translate »