Assinatura de veículos cresce no País

Locadoras, seguradoras e aplicativos oferecem planos de aluguel mensal ou anual que têm ganhado motoristas

Comum na Europa e nos Estados Unidos, o serviço de assinatura de veículos novos está ganhando força no Brasil.

Locadoras, seguradoras e aplicativos de celular oferecem planos de aluguel mensal ou anual.

O público-alvo é o de consumidores que querem fugir das modalidades de financiamento e da preocupação com o pagamento de IPVA, seguro, licenciamento, revisões e manutenções periódicas.

“Só tenho que abastecer e pagar multas, caso cometa alguma infração”, afirma a instrutora de ioga Mariana Maia, que acaba de renovar por mais um ano e meio seu contrato com o programa Porto Seguro Carro Fácil. Mariana ficou com um Chevrolet Onix 1.0 por um ano.

Ela recebeu o carro novo em casa e agora o está devolvendo para pegar outro zero quilômetro, conta.

Na renegociação, Mariana, que roda cerca de 25 mil quilômetros por ano, conseguiu um valor menor na mensalidade: de R$ 1.450 para R$ 1.390.

“Para mim, o plano tem sido muito vantajoso, porque utilizo bastante o veículo e não preciso perder meu tempo com a rotina que os donos de carro vivem, como ir à concessionária para fazer as manutenções ou mesmo negociar a venda na hora da troca”, disse.

Caso o veículo precise passar por qualquer tipo de serviço, a instrutora de ioga é atendida onde ela estiver, e o carro é devolvido ou no mesmo dia ou no dia seguinte.

A matemática é assim: a despesa de R$ 25 mil que Mariana terá pelo período de 18 meses com a assinatura do Onix -cujo preço de tabela é R$ 47,8 mil- é R$ 4.000 menor em relação ao que ela gastaria apenas com o financiamento do mesmo modelo via Crédito Direto ao Consumidor (CDC) na concessionária.
Nesse modelo de financiamento, o comprador precisa dar metade do valor de entrada, e o restante é parcelado em 36 vezes, a uma taxa de juros de 1,1% ao mês.

De acordo com Joelson Sampaio, professor da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, as mensalidades de aluguel de carro incluem o lucro da empresa, que não é pequeno, mas ainda assim podem ser uma boa saída para quem busca por comodidade e facilidade de locação.

Foi justamente o que motivou o motorista Claudevan Mota a contratar o plano mensal do aplicativo Vai.Car, que não exige cartão de crédito ou qualquer tipo de caução para a contratação.

Claudevam está há quatro meses com um VW Voyage 1.6, pagando R$ 1.599 por mês.

Economista do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ione Amorim considera o modelo de assinatura atrativo apenas para pessoas que não pretendem renová-lo por muito tempo.

“Se passar de três anos, a compra do carro se torna mais benéfica, principalmente se o financiamento for via leasing, que não tem cobrança de IOF”, afirma.

“Mesmo com os juros e outras despesas, no fim você terá um bem, ao passo que na locação serão R$ 75 mil investidos num produto que não ficará com o consumidor.”

RENOVAÇÃO

De acordo com Rivaldo Leite, da Porto Seguro, a porcentagem de renovação de contrato é de 80%. Atualmente, 70% dos clientes da empresa optam por carros populares.

Sócio e diretor-executivo da Vai. Car no Brasil, Helio Netto afirma que a alta demanda obrigou a startup a ampliar a frota. “Tínhamos 950 modelos no fim do ano passado e agora estamos com 3.000”, diz Helio. O plano é chegar a 7.000 até junho.

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A MODALIDADE

Quais são as opções de planos e valores?

Os modelos de assinatura podem ser mensais ou anuais e o limite de quilometragem varia de acordo com a empresa. O custo mensal de um hatch de entrada como o Chevrolet Onix é de R$ 1.399, no aplicativo Vai.Car, sem limite de quilometragem. Na Porto Seguro Carro Fácil, um Toyota Corolla custa R$ 3.080 pelo mesmo período e limite de 12 mil quilômetros por ano. Um Audi Q3, nas mesmas condições, sai por R$ 4.690, também na Porto Seguro. Na Localiza Aluguel Mensal Flex há planos com limites entre 3.000 e 5.000 quilômetros por mês. A locação de um Fiat Uno por 30 dias sai por R$ 1.619, com limite de 3.000 quilômetros.

O que está incluso no contrato?

Seguro, documentação, IPVA, licenciamento, DPVAT, manutenção preventiva, assistência 24 horas, carro reserva em caso de sinistro e revisões periódicas são de responsabilidade da prestadora do serviço de assinatura. A entrega do veículo pode ser feita na casa do contratante.

E se o motorista bater o carro?

Os veículos têm seguro contra furto, roubo, colisões e incêndio. Como em qualquer seguro, há um valor de franquia para danos mais graves. No nosso caso, varia de R$ 2.200 a R$ 2.500, afirma o diretor-geral da Porto Seguro, Rivaldo Leite. Problemas por mau uso e multas também são de responsabilidade do cliente, afirma Salina Figueiredo, gerente responsável pelo aluguel mensal na Localiza.

Quais são os índices de renovação dos contratos?

De acordo com Rivaldo Leite, da Porto Seguro, a porcentagem de renovamento é de 80%. Atualmente, 70% dos clientes da empresa optam por carros populares. Sócio e diretor-executivo da Vai. Car no Brasil, Helio Netto afirma que a alta demanda obrigou a startup a ampliar a frota. “Tínhamos 950 modelos no fim do ano passado e agora estamos com 3.000”, diz Helio. O plano é chegar a 7.000 até junho.

Fonte: Diário de Uberlândia | 25/05/2018

Translate »