Turismo tem meta de criar 2 milhões de empregos no setor

O Ministério do Turismo lançou o Plano Nacional do Turismo 2018-2022. O documento traz como metas a criação de novos dois milhões de empregos, o aumento do número de turistas nacionais e internacionais, além da ampliação da receita gerada pelo setor. O documento traz um panorama do mercado de turismo hoje no Brasil e no mundo, identifica os gargalos e elenca as iniciativas e estratégias prioritárias.

O novo Plano Nacional de Turismo prevê ampliar, até 2022, o número de empregos gerados pelo setor, passando de 7 milhões para 9 milhões de postos de trabalho. Também foram traçadas metas para o turismo doméstico – com a inserção de 39,7 milhões de brasileiros no mercado consumidor de viagens; aumento no número de turistas internacionais no país, passando de 6,6 milhões para 12 milhões; e da receita advinda desses turistas, saindo dos atuais US$ 6,6 bilhões para US$ 19 bilhões em 2022.​

“O Plano Nacional do Turismo 2018-2022 foi construído de forma coletiva. Temos em mãos um instrumento que direciona políticas efetivas, orienta os gestores sobre as prioridades do setor e traz metas factíveis para o Brasil se tornar uma potência mundial no mercado de viagens”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Para o coordenador da Câmara Técnica do PNT e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, Alexandre Sampaio, o Plano Nacional de Turismo 2018-2022 norteia as ações do setor, dando caminhos e orientações para o Brasil avançar no mercado de viagens.

NOVIDADES DO PNT 2018-2022

– aborda incentivo a soluções de segurança pública que envolvam o setor turístico e integrem os planejamentos estaduais e municipais, como uma das estratégias fundamentais para a qualidade da experiência no país;
– a instituição de uma rede nacional de observatórios de turismo;
– o fortalecimento do trabalho compartilhado em redes de conhecimento;
– o estímulo ao desenvolvimento de destinos turísticos inteligentes, com foco na inovação e tecnologias interativas e criativas;
– e a elaboração de um Plano Integrado de posicionamento da imagem do Brasil.

Fonte: Mercado & Eventos |  em 

Translate »