Quanto custa blindar um carro?

O tema preço de uma blindagem, é bastante complexo de avaliar, pois cada blindadora possui um projeto próprio de blindagem, utiliza vidros blindados de marcas e características diferentes, assim como partes opacas com características ainda mais distintas. Também soma-se ao projeto e materiais empregados, o uso de mão de obra especializada e outras características de acabamentos.

Outros fatores comerciais também acabam interferindo no preço da blindagem, como: formas de pagamento, meios de pagamento, prazo de entrega e a revenda do veículo. Todos estes fatores juntos, interferem de sobremaneira na formação do preço da blindagem.

Para trazer ao nosso leitor uma referência bastante ampla sobre o tema preço da blindagem, realizamos a cotação de um veículo bastante tradicional, o Toyota Corolla, para o nível III-A de blindagem, que é aquele com maior proteção permitida pelo Exército Brasileiro para o uso civil. A cotação foi realizada com 7 blindadoras de portes e projetos de blindagem bastante distintos.

Comparativo preço da blindagem

Os valores finais ofertados variaram bastante, de R$39.000,00 a R$65.000,00, o que nos chamou bastante a atenção.

O modelo, fabricante e especificações dos vidros blindados ofertados, também apresentaram grande variação, sendo que as marcas mais tradicionais tenderam a elevar o valor da blindagem, assim como o tipo de tecnologia e peso do vidro blindado empregado.

O material opaco apresentado foi pouco explorado nos orçamentos e sem especificações detalhadas, o que reforça a tese que apresentamos em recente matéria sobre a blindagem opaca, de que, o próprio consumidor foca a blindagem transparente como fator decisor pela blindagem, esquecendo da blindagem opaca – vide matéria “Blindagem Opaca“.

Outro ponto importante e também pouco abordado nas cotações, foi a menção quanto aos elementos de sobreposição, os overlaps, fundamentais para propiciar a devida proteção em partes estratégicas do veículo – vide matéria “Entendendo a blindagem automotiva – Overlaps“.

Por fim, além de considerar a estrutura de Pós Venda como disponibilidade de atendimento móvel, localização da oficina para reparos, facilidade na realização das revisões de blindagem e demais itens citados anteriormente, jamais devemos deixar de considerar o histórico da empresa, a capacitação da mão de obra e as características do projeto de blindagem.

Evite fechar negócio por contato telefônico ou eletrônico, sem sequer visitar a blindadora e conhecer seus responsáveis técnicos, projetos de blindagem, certificações e esclarecimentos de dúvidas.

Translate »