Localiza: greve dos caminhoneiros e Copa afetaram lucro em R$ 29 milhões

Empresa diz que mesmo com “a alta volatilidade nos preços dos combustíveis, não foi repassado aumento de custos para os clientes”

Localiza estima que a soma dos efeitos da greve dos caminhoneiros, Copa do Mundo e folha penalizou o lucro líquido em cerca de R$ 29 milhões no segundo trimestre. Já o Ebitda foi teve impacto de cerca de R$ 39 milhões, considerando a alíquota efetiva de imposto de renda do trimestre.

Em seu release de resultados, a empresa afirma que durante a greve dos caminhoneiros, que culminou na falta generalizada de combustíveis, suas equipes não mediram esforços para atender seus clientes. Essa atitude, avalia a empresa, reforçou a reputação da marca e o compromisso com o princípio de valorização do cliente.

“Na divisão de Aluguel de Carros honramos todas as reservas já existentes, apesar de eventuais bloqueios para realização de novas reservas. Mesmo com a alta volatilidade nos preços dos combustíveis, não repassamos o aumento de custos para os nossos clientes e oferecemos upgrades para compensar eventual indisponibilidade do carro reservado”, informa.

As perdas, em razão da greve, geraram uma redução da receita estimada em cerca de R$15 milhões. Além disso, tivemos custos adicionais estimados em cerca de R$ 2 milhões, associados a abastecimento e logística.

No Seminovos o fluxo de clientes também caiu nos dias de greve e durante a Copa do Mundo. “Estimamos que cerca de 2 mil carros deixaram de ser vendidos nos meses de maio e junho, com impacto estimado em cerca de R$83 milhões na receita.

Translate »