Volkswagen usará Kombi elétrica em inédito ‘Uber sem motorista’ em 2025

Kombi elétrica. O Grupo Volkswagen anunciou na noite deste domingo (5/9) que vai oferecer serviços de mobilidade com veículos totalmente elétricos e direção autônoma nível 4 a partir de 2025.

Em processo de radical transformação de seu negócio, a empresa forneceu mais detalhes da estratégia durante a tradicional prévia que realiza na véspera do Salão Internacional do Automóvel, o IAA, na Alemanha. UOL Carros foi o único veículo de impressa do Brasil que teve acesso à apresentação.

A VW confirmou o lançamento de um serviço de transporte sem motorista, como táxis ou Uber em 2025.

A implantação será gradual e por cidades, começando na Alemanha e nos EUA. O veículo utilizado é um velho conhecido. Trata-se o ID.BUZZ, o utilitário da família de elétricos ID, mas que tem inspiração na Kombi ou no VW Transporter.

O modelo está em fase avançada de testes e passará de circuitos fechados para incursões nas ruas de cidades. Serão selecionadas nas próximas semanas. A nova casa do IAA, que mudou de Frankfurt para Munique neste ano, é uma delas. Uma das unidades de teste do ID.BUZZ elétrico e autônomo marca presença no IAA. Ainda com o arsenal de sensores e câmeras à mostra.

Entre as vantagens, a VW promete que a frota terá capacidade de se movimentar pela cidade de forma inteligente. E de acordo com a demanda. As Kombis do futuro também terão a habilidade de sair da cidade. Deixarão as ruas mais vazias quando o sistema identificar baixa procura.

O desenvolvimento é feito em parceria com a Argo AI e MOIA, com avanços significativos no software e na logística da frota.

De acordo com o Grupo VW, a direção autônoma é a chave para a renovação e recuperação de seu modelo de negócio, em conjunto com a eletrificação. “Esta combinação transformará completamente a indústria. E tem o potencial para dobrar o negócio”, afirmou o presidente do Grupo Volkswagen, Hebert Diess.

O grupo está mudando de um negócio focado em carros a combustão para pelo menos 70% de elétricos e híbridos até 2030. Em um segundo front, a VW prevê o crescimento da venda de serviços de mobilidade. Será sua segunda maior fonte de renda. Pacotes de software sob demanda, com venda e instalação de sistemas de assistência nos veículos. Conforme a necessidade do dono completam o plano.

Os serviços de mobilidade não serão restritos a frotas autônomas.

Nesta semana, a VW iniciou na Alemanha um programa que permite alugar um compacto elétrico ID.3 por três ou seis meses. A ideia é investir em sistemas de frotas, programas de aluguel de curto prazo e nos programas de compartilhamento de veículos.

Segundo a VW, a estratégia se baseia em pesquisas que demonstram que os jovens têm cada vez menos ou nenhum interesse em possuir um carro. E são mais receptivos à contratação de serviços de mobilidade de curto prazo. Em Munique, por exemplo, um quarto do tempo que uma pessoa fica ao volante é para buscar um lugar para estacionar.

Kombi elétrica

* Viagem a convite da Volkswagen

Fonte: uol.com.br
Translate »
WhatsApp chat