Campanha sensibiliza empresários sobre selo do turismo

Uma das novidades do novo normal para o pós-pandemia de coronavírus (Covid-19), o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”, lançado há dois meses pelo Ministério do Turismo, passa por uma campanha de sensibilização dos empresários do setor em Mato Grosso do Sul para a sua adesão. A autenticação é parte integrante de uma nova realidade fundamental para a retomada do turismo com segurança para os turistas e funcionários dos estabelecimentos.

Mas, embora importante, considerando que se trata de uma ferramenta nacional e que servirá de referência para os turistas antes de comprar seus pacotes de viagem no pós-pandemia, além de gratuito, Mato Grosso do Sul fechou o mês de julho com apenas 132 cadastros em um universo de 12.450 pedidos de emissão do selo em todo o Brasil.

“Estamos fazendo um trabalho de sensibilização dos empresários para a adoção do selo, estamos solicitando para que façam a adesão desse selo, afinal de contas trata-se de um selo de conhecimento geral em todo o Brasil e o turista certamente vai querer saber do selo nas agências de viagens, nos passeios, nos segmentos de hospedagens, bares e restaurantes”, disse o diretor-presidente da Fundação Estadual de Turismo (Fundtur) e presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Bruno Wendling.

No Brasil a certificação de qualidade já é conhecida em diferentes segmentos, empresas e produtos, mas antes da pandemia parecia não fazer parte do universo do turismo. Agora  tornou-se essencial para comprovação de destino cumpridor de rígidos protocolos sanitários de biossegurança.

“O selo passou a ser fundamental para o turismo, considerando que o protocolo de higienização agora é parte integrante do produto turístico, e obrigatório para que a gente possa oferecer mais segurança aos turistas e aos colaboradores dos empreendimentos turísticos”, ressaltou Bruno Wendling.

Alguns destinos turísticos de Mato Grosso do Sul, entre os quais o município de Bonito, uma das principais referências de ecoturismo no Brasil, desenvolveram seus próprios selos para a retomada das atividades com o apoio do Sebrae e do Sesi, mas isso não tira a importância de se ter o selo do Ministério do Turismo, segundo Wendling.

“Mesmo que Mato Grosso do Sul tenha saído na frente com iniciativas de protocolos individuais sobre as novas condições de biossegurança para a oferta de suas atividades, é importante a adoção do selo do Ministério do Turismo como forma de comunicar isso aos turistas nacionais e internacionais”, alertou o diretor-presidente da Fundtur.

O selo do MinTur foi lançado no dia 4 de junho deste ano para servir de guia aos turistas na hora de escolher viagens e locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19. Em todo o Brasil, a lista dos estados que registraram a maior adesão à iniciativa tem São Paulo na liderança (2.875), seguido do Rio de Janeiro (1.860), Minas Gerais (1.069), Bahia (895) e Rio Grande do Sul (657).

Já as atividades com maior número de solicitações do selo: agências de turismo (4.486), meios de hospedagem (3.700) e transportadoras turísticas (1.495).

Como solicitar o Selo – Para solicitar o selo o interessado deve acessar o site www.turismo.gov.br/seloresponsavel, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.

Estão disponíveis protocolos para Meios de Hospedagem, Agências de Turismo, Transportadoras Turísticas, Organizadoras de Eventos, Parques Temáticos, Acampamentos Turísticos, Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares, Parques Temáticos Aquáticos, Locadoras de veículos para turistas e Guias de Turismo, entre outros.

Fonte: https://www.campograndenews.com.br/turismo/campanha-sensibiliza-empresarios-sobre-selo-do-turismo

Translate »
WhatsApp chat