Locadoras de carro apostam em motorista de aplicativo

Procura por automóveis para usar como renda vira negócio para empreendedores da capital mineira

Com mais de 45 anos de atuação no mercado de locação, a Localiza entrou forte no aluguel de carro para motorista de aplicativo  – Foto: Localiza/divulgação

Promissor, o mercado de aluguel de automóveis para motoristas de aplicativo tem atraído de pessoas físicas a startups e locadoras já consolidadas. Para se ter uma ideia do universo, segundo o IBGE, Minas Gerais tinha 2,3 milhões de trabalhadores por conta própria no primeiro trimestre deste ano.

O potencial desse filão veio quase de encontro ao empreendedor Alexandre Brito, 27. Há três anos, ele vendeu um de seus empreendimentos e recebeu em troca um veículo financiado. Como não podia vendê-lo, resolveu alugar para um motorista de aplicativo. Pouco tempo depois, recebeu uma carta de crédito do banco e comprou o segundo carro, que alugou no mesmo dia. “Isso me chamou muito a atenção. Comecei a fazer pesquisa de mercado e descobri que vários proprietários de veículos já estavam alugando ‘no informal’, e muitos motoristas negativados não conseguiam alugar nas locadoras convencionais”, explica.

Foi o pontapé para lançar, junto do sócio Caio Henrique Santos, a startup GAV Aluguel. O empreendimento possui atualmente 200 carros, todos rodando em Belo Horizonte – e uma fila de espera de 3.000 motoristas. A startup age como uma imobiliária. Ela gerencia o aluguel do carro do proprietário (garantindo uma renda bruta mensal de R$ 1.710, na média) e oferece automóveis para alugar (entre R$ 420 e 490 por semana), cuidando do contrato com o locatário.

Dono de uma loja de pneus e mecânica geral, Daniel Silveira, 43, também viu a oportunidade aparecer quando um cliente recém-aposentado apareceu na Pneucar, no bairro União, região Nordeste, perguntando se poderia alugar um carro para rodar em aplicativo. “No dia seguinte, fui à concessionária e já aprovei o financiamento de um carro. Nos dias seguintes, fui comprando outros. Tudo sem entrada e com taxas baixíssimas”, conta ele, que reuniu uma frota de 21 automóveis novos.

“Entre os clientes tem muita gente desempregada, gente que está com nome sujo e não consegue financiar, e tem também quem trabalha com horário marcado e quer ter um ganho na renda”, conta ele, que aluga os carros por valores semanais entre R$ 450 e R$ 550.

Com mais de 45 anos de experiência em locação de veículos, a Localiza Hertz é outra que oferece opções para motoristas de aplicativo – entre aproximadamente R$ 300 e R$ 400 por semana. “Aprendemos que é um negócio complementar para o ramo”, diz o diretor da empresa, Rodrigo Bastos.

Previsão. A perspectiva de crescimento nesse mercado de locação já é uma realidade para Alexandre Brito. “A GAV tem um crescimento entre 20% e 40% a cada mês. Só em 2018, crescemos 1.250%. Nossa expectativa é tão boa que vamos começar a expandir para São Paulo neste ano e esperamos fechar 2019 com até 2.000 veículos”, projeta. Daniel Silveira, por sua vez, está esperando a chegada de mais 20 carros que vão dobrar a frota da Pneucar para 41 automóveis.

IBGE. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, o setor de transporte, armazenagem e correio absorveu 214 mil trabalhadores em um ano.

Dividir carro pode ser opção

O motorista de aplicativo Joaquim José Alves teve de devolver o carro após a locadora rastreá-lo e descobrir que ele dividia o automóvel com outro motorista. No entanto, a proibição não é uma regra geral – e, quando é permitido, diminui os gastos dos motoristas com as locadoras.

Na loja de Daniel Silveira, por exemplo, o locatário fica responsável pelo automóvel, que pode rodar 24 horas, caso a condução seja dividida com outros motoristas. “Minha quilometragem é livre. A pessoa é responsável pelo veículo e pode passar para outra dirigir durante a noite”, afirma Silveira.

Na Localiza, o cliente normalmente faz a escolha por uma quilometragem limite, mas também pode dividir o carro, se preferir. “O cliente pode rodar o tempo que ele quiser dentro do pacote de quilometragem”, afirma Rodrigo Bastos, diretor da empresa. A locadora também possui uma forma de pagamento mais fácil para motoristas do Uber, que conseguem abater o valor do aluguel direto das corridas no aplicativo – sem ter que fazer transferências bancárias.

 

Fonte: O Tempo

 

A EuroIT Tecnologia (www.euroit.com.br) tem uma solução completa para sua locadora atender a clientes de aplicativos, consulte nosso setor comercial através do email [email protected] ou (41) 99614-4377

Translate »
WhatsApp chat