Com o aumento do preço do combustível, tecnologias em tempo real se tornam aliadas das empresas

Levantamento aponta que é possível reduzir 25% dos gastos com ferramentas que ajudam a gerenciar diversos custos, dentre eles a gasolina

A tecnologia também permite limitar o sistema para que o motorista só abasteça a partir de uma determinada quilometragem | Foto: Reprodução

A tecnologia também permite limitar o sistema para que o motorista só abasteça a partir de uma determinada quilometragem | Foto: Reprodução

O combustível tem sido um vilão cada vez mais comum no orçamento de muitas empresas. Só nos primeiros dias de setembro, por exemplo, o preço da gasolina já acumula alta de mais de 11%. Mas, em vez da redução do número de carros ou da diminuição de viagens realizadas, uma das alternativas tem sido aprimorar a performance dos veículos, por meio dos sistemas de gerenciamento da frota.

Segundo levantamento realizado pela ValeCard, empresa de meios de pagamentos e especializada em gestão de frota, com o controle efetivo dos abastecimentos, as empresas conseguem reduzir em até 25% os gastos com combustível.

Para isso, as tecnologias em tempo real se tornaram grandes aliadas dos gestores de frota e também das organizações. Com ferramentas cada vez mais precisas, é possível enxergar com transparência tudo o que está relacionado a estrutura de transporte e, com isso, enxugar outros.

Ferramentas

Dentre as ferramentas oferecidas pela ValeCard, por exemplo, está o cartão de abastecimento que é entregue aos motoristas da empresa contratante do benefício. “A solução, além de eliminar a necessidade de requisições, notas e adiantamentos em dinheiro, de fato ajuda as empresas a buscarem uma administração mais segura e transparente das despesas a partir da integração das informações”, explica Roberto Falco, gerente de produto da ValeCard.

Na prática, ao chegar em um posto de combustível cadastrado, o motorista precisa primeiramente avisar que irá pagar com o cartão abastecimento. Antes mesmo do abastecimento, ele digita a quilometragem atual do veículo em uma maquininha do estabelecimento, que é própria para aceitação deste benefício.

A informação é, então, lançada no Sistema Integrado de Auto-Gestão (Siag), plataforma que pode ser acessada de qualquer dispositivo e em tempo real pela empresa contratante do serviço. Desta forma, é possível saber, por exemplo, se o volume que será abastecido corresponde, de fato, a rota pré-estabelecida para o profissional.

Sistema

A tecnologia também permite limitar o sistema para que o motorista só abasteça a partir de uma determinada quilometragem. Se a reposição do combustível estiver sendo feito antes, ele fica impossibilitado de usar o benefício.
Além disso, o motorista ainda conta com o aplicativo mobile que mostra os postos de combustíveis com os menores preços no raio de distância pesquisado.

“Na prática, conseguimos monitorar e analisar tudo o que acontece com a frota. A melhor forma de evitar o desperdício”, explica Falco.

Manutenção

Outro ponto importante é a manutenção corretiva e preventiva das frotas. Os clientes que optam por serviço são notificados, por exemplo, quando é o momento de realizar a troca de óleo, do pneu e etc. assim, é possível aumentar o tempo de vida útil do veículo.

Neste serviço, também é oferecido o produto Plataforma, que é um conjunto de engenheiros mecânicos e técnicos especialistas em manutenção que são o elo entre a empresa e as oficinas do Brasil. Esses profissionais fazem cotação de preços de peças e ainda analisam se a manutenção indicada pela oficina é realmente necessária.

Esse diferencial, segundo Roberto Falco, auxilia e muito na redução do custo no que é considerado pesado para a empresa. “Nós conseguimos negociar entre 10 e 25% de desconto em cada serviço. Fazemos 3 cotações e estamos sempre de olho no patrimônio dos nossos clientes para garantir mais resultados para eles”, explica.

Fonte: cargo news

Translate »
WhatsApp chat