Vendas de veículos têm o melhor maio em cinco anos

Em relação ao mesmo mês do ano passado, negócios cresceram 21,6%; alta acumulada no ano é de 12,5%

O mercado brasileiro de veículos novos continua destoando de vários outros segmentos da economia e segue crescendo. O mês passado foi o melhor maio em vendas dos últimos cinco anos, com 245,4 mil emplacamentos, volume 21,6% superior ao de igual mês do ano passado e 5,8% melhor que abril passado.

No acumulado do ano, a venda de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus foi 12,5% superior ao volume de janeiro a maio de 2018, somando 1,085 milhão de unidades. No início do ano as montadoras projetaram para o ano todo alta de 11,4% nas vendas, com um total de 2,86 milhões de veículos.

A previsão está mantida mesmo com as expectativas de crescimento menor do Produto Interno Bruto (PIB), na casa de 1%, segundo vários economistas e instituições financeiras.

Vendas diretas

Dados divulgados nesta segunda-feira, 3, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que, do total de unidades comercializadas em maio, 46,8% foram por via direta (para frotistas, locadoras, taxistas, pessoas com deficiência etc), normalmente com elevados descontos. Em janeiro, essa participação era de 36%.

No ano, a General Motors mantém a liderança do mercado com 17,9% de participação nas vendas de automóveis e comerciais leves. A Volkswagen segue na segunda posição, com 14,9%, seguida por Fiat (13,6%) e Renault (8,8%). A Ford (8,34%) está apenas 500 unidades à frente da Toyota (8,29%).

Os cinco modelos mais vendidos no ano são Chevrolet Onix, com 97,4 mil unidades, mais que o dobro do segundo colocado, o Hyundai HB20, com 44,8 mil unidades. Na sequência estão Ford Ka (42,4 mil), Chevrolet Prisma (34,8 mil e Renault Kwid (32,6 mil).

As vendas de motocicletas cresceram 17,6% e somaram 450,1 mil unidades nos cinco meses do ano.

Translate »
WhatsApp chat