Locadoras de carro devem ter bons resultados no 1º trimestre, diz Credit Suisse

O Credit espera números fortes para as três empresas, Movida, Unidas e Localiza, apesar dos ventos contrários.

 

A temporada de balanços para as empresas do setor começa hoje, com a Movida divulgando seus números após o fechamento do mercado

O Credit Suisse afirmou, em relatório, que as empresas de locação de carros deverão sofrer um impacto em seus balanços, causados pelo aumento dos bloqueios de mobilidade no mês de março, com o agravamento da pandemia.

A temporada de balanços para as empresas do setor começa hoje, com a Movida divulgando seus números após o fechamento do mercado, seguindo no dia 29 com a Unidas e no dia 3 de maio com a Localiza.

Mesmo assim, no geral, o Credit espera números fortes para as três empresas, Movida, Unidas e Localiza, apesar dos ventos contrários.

Segundo o banco, o segmento de aluguel de carros será o mais afetado pela covid-19, que viu o número de diárias cair, assim como as taxas de utilização e as tarifas.

“No segmento gestão de frotas, esperamos sequencialmente melhores diárias e de tarifas no primeiro trimestre, enquanto para as vendas de seminovos, esperamos margens Ebitda ainda altas de dois dígitos, uma vez que continuamos na tendência de atrasos nas entregas das montadoras e altos preços dos carros”, diz o relatório.

Movida

“Em nossas estimativas, a Movida terá reduções marginais em diárias e tarifas no segmento de aluguel de carros, enquanto estimamos um crescimento de 1% a 3% em gestão de frotas. Como seus pares, esperamos margens Ebitda de dois dígitos para seminovos da Movida, resultando em um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 319 milhões e lucro líquido de R$ 121 milhões”, diz.

Unidas

O Credit espera resultados operacionais marginalmente melhores no segmento de aluguel de carros, com crescimento sequencial de 2,5% a 3,0% em diárias e tarifas, enquanto gestão de frotas deve crescer, uma vez que a empresa relatou uma carteira de pedidos alta em todos os tempos no quarto trimestre.

“Estimamos uma margem de 12% nos seminovos para ajudar a Unidas a atingir R$ 496 milhões de Ebitda e R$ 230 milhões de lucro líquido no primeiro trimestre”, diz.

Localiza

O Credit Suisse projeta que o primeiro trimestre tenha margens mais altas já que o quarto trimestre foi afetado por custos não recorrentes, como a remoção da marca Hertz das lojas e provisão de ICMS, esperamos que a redução de 2% nas diária e 2% nas tarifas do segmento RAC, ante o quarto trimestre.

O banco espera que a Localiza registre R$ 812 milhões de Ebitda no primeiro trimestre, alta de 8% na comparação trimestral 28% ano a ano. O lucro líquido deve somar R$ 459 milhões, alta de 14% ante o quarto trimetre e 99% ano a ano, ajudada pelas margens de seminovos sequencialmente melhores e depreciação ainda baixa.

Fonte: Valor Investe

Translate »
WhatsApp chat