Novas empresas de aluguel de carro atendem só motoristas de aplicativos

Duas empresas criadas em São Paulo apostam no serviço de locação de veículos exclusivamente para motoristas de aplicativos, como Uber, 99 e Cabify. Uma recebeu aporte milionário de investidores e outra diz ter aumentado o faturamento em quase 300%.

Criada em 2018, a Kovi recebeu neste ano um aporte de US$ 10,6 milhões de fundos investidores, como o Monashees e Y Combinator. O investimento inicial, o faturamento médio mensal e o lucro não foram revelados.

A PPCar, criada em 2016 com investimento inicial de R$ 250 mil, faturou R$ 27,3 milhões no ano passado (crescimento de 290% em relação a 2017). A empresa não revela o lucro.

PPCar tem marketing multinível

A PPCar começou com 400 carros na frota e hoje tem 2.700 veículos. O aluguel semanal custa a partir de R$ 469. Há promoções, como primeira semana grátis para quem aluga por mais tempo (o cliente precisa continuar na PPCar por quatro semanas completas para ter o benefício).

A empresa está presente nas cidades de São Paulo, Santos (SP), Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR), além de operar também no México e em Portugal. Diz ter 2.200 clientes ativos e só atende motoristas de aplicativos.

A PPCar trabalha com marketing multinível: o motorista pode recebe até 10% de comissão mensal sobre o aluguel dos veículos das pessoas que ele indicar. É opcional.

“Além de dar crédito a quem precisa, estamos dividindo o crescimento da empresa com os nossos clientes”, afirmou Alexandre Ribeiro, CEO e fundador da PPCar. Segundo ele, cerca de 30% dos novos aluguéis são trazidos pelos próprios clientes.

A empresa está testando outro serviço, o PPCar Empresas, para atender micro e pequenas empresas que necessitem de frota de no mínimo três veículos. O aluguel é mensal.

Kovi tem parceria com montadoras e locadoras

A Kovi não tem frota própria. A empresa trabalha com veículos de montadoras e de locadoras, com contratos que variam de 12 a 18 meses. Só são carros zero km ou com baixa quilometragem.

Os planos da empresa, que atua em São Paulo e região metropolitana, são por quilometragem, com pagamentos semanais. O de 5.000 quilômetros por mês, o valor sai por R$ 1.476 (pagamento de R$ 369 por semana); os de 8.000 km/mês, por R$ 2.116 (R$ 529 por semana). Há custo adicional de R$ 0,35 por km excedido.

Os modelos mais alugados são Voyage, Ford Ka e Nissan Versa, mas também há Prisma e Gol, com menor volume de locação. Não há oscilação de preço pelo modelo.

A Kovi aluga exclusivamente para motoristas de aplicativos.

Motorista fica livre de manutenção, diz consultora

Para Roberta Sodré, consultora de inovação e tecnologia do Sebrae-SP, com veículo alugado, o motorista só tem que se preocupar em dirigir, já que a manutenção do carro é de responsabilidade das empresas.

No entanto, segundo ela, o motorista deve sempre avaliar e comparar se vale a pena alugar ou comprar um veículo financiado, levando em conta todos os custos envolvidos, como seguro e IPVA. “É importante que ele tenha controle de suas despesas, escolhendo a melhor opção de mobilidade para o seu negócio.”

Sobre o modelo de negócio, Roberta disse que o tamanho da frota pode ser um limitador para a PPCar. “Ao ofertar a opção de um motorista indicar outro para ganhar comissão, a empresa deve ter uma frota suficiente para atender a uma possível demanda de novos aluguéis”, declarou.

Translate »
WhatsApp chat