Iniciativa inédita incentiva a eletromobilidade

A Enel X, divisão voltada para soluções avançadas em energia da Enel, está oferecendo uma solução inédita no Brasil, em parceria com a rede de estacionamentos Estapar: o projeto Ecovagas. Trata-se da primeira rede semipública de recarga de veículos eletrificados no País, iniciativa que deve contribuir para incentivar a eletromobilidade e, consequentemente, reduzir os impactos que os veículos convencionais provocam no ambiente.

A meta do programa Ecovagas – no primeiro momento – é alcançar o número de 250 pontos de recarga, que serão instalados em vagas exclusivas de estacionamentos administrados pela Estapar em locais estratégicos, como shopping centers, aeroportos, hospitais e prédios comerciais.

Inicialmente, os chamados eletropostos estarão presentes nas principais cidades do País, como São Paulo, Campinas, Guarulhos e Barueri (todas em SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Aracaju (SE), Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF) e Fortaleza (CE). Atualmente, cerca de 70% das vagas já estão disponíveis, e a ideia é que empresas entrem como parceiras do programa, oferecendo a recarga gratuita como um benefício aos seus clientes.

Uma das principais vantagens e diferenças do programa Ecovagas em relação a outras iniciativas é que ele permite a participação de diversas empresas, como montadoras, locadoras e bancos, que queiram investir na recarga de veículos eletrificados (elétricos e híbridos do tipo plug-in) sem precisar gastar com a instalação e a manutenção da infraestrutura, por exemplo.

“Em vez de adquirir um carregador que ninguém sabe quem instalará, quem fará a manutenção e quem poderá operar o equipamento, a empresa pode se associar ao programa Ecovagas”, explica Paulo Roberto Maisonnave, head de Mobilidade Elétrica da Enel X Brasil. “O Ecovagas tem uma enorme capacidade de integrar diversos atores na mesma rede, permitindo que todos compartilhem e otimizem esse sistema, proporcionando benefícios para todos”, afirma.

O diferencial da Ecovaga é a experiência proporcionada ao cliente.  O consumidor poderá, em tempo real, visualizar os pontos disponíveis, dirigir-se até o local e recarregar seu veículo em poucos minutos. As Ecovagas são especialmente sinalizadas para os veículos híbridos plug-ins e elétricos e contam com o acompanhamento de profissionais para o gerenciamento das instalações, manutenção da rede real time, energia e gerenciamento por meio de tecnologia e software que permitem o nível de serviço e de funcionamento dos equipamentos.

Como uma sala vip de aeroporto

Uma analogia que ilustra bem o objetivo do projeto Ecovagas é a sala vip em aeroportos. “O passageiro vê o uso daquele espaço como uma vantagem oferecida pelo cartão de crédito, pelo banco ou pela compra de uma passagem em classe executiva ou primeira classe”, diz Maisonnave. “Provavelmente, o cliente não escolheu a operadora do cartão de crédito, banco ou empresa aérea por conta da sala vip, mas ele quer usufruir dessa benesse quando necessitar e, obviamente, quer um serviço de qualidade”, explica. “Da mesma forma, a recarga do carro elétrico em um estacionamento não deve ser oferecida como uma necessidade, e sim como oportunidade. A recarga necessária – aquela que necessita de mais tempo – o cliente faz em casa ou no trabalho”, completa o executivo.

Desafios da recarga

Paulo Maisonnave ressalta que algumas empresas ainda têm dificuldade de compreender que um único recarregador instalado na rua exige um investimento elevado na aquisição, na instalação e na operação. Além disso, nada garante que o equipamento vai ser utilizado, já que basta um concorrente colocar um equipamento ao lado para o investimento todo ficar sob risco. Essa é outra vantagem de se integrar a um programa como o Ecovagas.

“À medida que enxerga os benefícios do programa, o cliente começa a exigir que a fabricante do seu carro esteja no programa, pois aquilo vai passar a ser importante para ele”, afirma o executivo. “Se instituições como bancos oferecem vantagens como descontos em jantares e estadias em hotéis, por que não disponibilizar recargas veiculares?”, questiona Maisonnave.

“Saber que o motorista pode ir a um determinado estabelecimento e ter à disposição um carregador sem custo influencia na escolha”, exemplifica. “Quanto maior o número de empresas integradas ao programa Ecovagas, menor será o custo para todos. Nosso objetivo principal é viabilizar, fomentar e ser um instrumento viável de expansão da mobilidade elétrica”, finaliza.

Fonte: Estadão

Translate »
WhatsApp chat