Venda e transporte de veículos crescem no Brasil, gerando novos desafios

Nos últimos cinco anos, o Brasil tem passado por um expressivo aumento de vendas on-line de veículos emplacados. Essa mudança no panorama nacional tem sido alavancada pelas vendas de frotas de grandes locadoras e pela atuação de plataformas online de vendas de veículos usados. Segundo a AutoAvaliar, plataforma líder na comercialização de veículos seminovos B2B no Brasil, o comércio digital de veículos emplacados cresceu 53% em 2019 em relação ao ano anterior. De acordo com o Banco Credit Suisse, a frota das locadoras de veículos no Brasil passará de 396 mil carros, no fim de 2018, para 945 mil na próxima década.

Nesse cenário, a internet, juntamente com as novas tecnologias, tem sido decisiva para o fenômeno de nacionalização da compra e venda de veículos. Se no passado comprávamos apenas os carros disponíveis nas lojas de nossa cidade, hoje, usamos sites especializados para identificar melhores ofertas e comprar veículos em todo mercado nacional. A insegurança sobre a procedência e estado do veículo foi reduzida pelo uso de serviços de vistoria veicular e acesso on-line às informações documentais, multas, gravames e outros dados que tornam a compra muito mais segura.

 

Dados de mercado apontam que em 75% das vendas realizadas pela internet o veículo comercializado precisa ser entregue em outro Estado, movimento que acarreta também o crescimento da demanda e a geração de novas oportunidades no mercado de transporte desses bens. De acordo com dados da EVO!, empresa que fornece tecnologia para o transportadora de veículos, apenas em 2019, a busca por serviços de transporte de veículos emplacados na internet aumentou mais de 60%.

Essa curva crescente acendeu o alarme dentro dos grandes embarcadores, que possuem alta demanda pelo serviço de transporte de veículos e podem se beneficiar de tecnologias nessa área, e das transportadoras de veículos, que podem aumentar expressivamente seus resultados através dos meios digitais. Esses dois players precisam se adaptar rapidamente à nova realidade da compra e venda online.

 

*Caitano João Marcatto é CEO da EVO!

Translate »
WhatsApp chat