Se sua locadora está crescendo, atenção: é hora de contratar! Saiba como.

Acompanhar os cursos do SINDLOC-MG e da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis – Abla – é indispensável.

 

Quando Áureo Drumond dos Santos fundou a Maer Locadora de Veículos, em maio de 2019, o mundo era outro. Ninguém ousaria prever algo da magnitude da pandemia que se atravessa neste momento. Meus planos naquele instante eram simples: começar com calma, estabelecer uma pequena frota, alugar carros, atender bem seus clientes e, assim, crescer ano a ano.

Chegou então a pandemia, o isolamento social e a apreensão. “Estávamos no início do negócio. Ficamos assustados. Mas, como nosso planejamento parecia estabelecido, tudo foi passando e o susto deu lugar a bons resultados”, lembra Áureo. Assim, a empresa que inicialmente era gerida por ele e sua esposa, ganhou um novo colaborador e agora, com uma frota de quase 20 automóveis, Áureo já pensa em uma possível nova contratação.

“Nossa organização está em dia. O lado financeiro, a gestão documental e o comercial estão fluindo bem. Aqui terceirizamos quase tudo: mecânica, lavagens, etc, mas hoje eu sinto a falta de um operacional, que fique acompanhando as oficinas, troca de óleo, lanternagem, que pesquise e busque as melhores condições para peças automotivas. Alguém para resolver os detalhes”, relata Áureo.

AGENTE DE SERVIÇOS

Segundo Leonardo Soares, Diretor Executivo do SINDLOC-MG, essa função é exercida por um agente de serviços, alguém que participa de todas as operações rotineiras das locadoras. “Quando uma empresa está em crescimento essa é, geralmente, a primeira função necessária. A leitura do Áureo é perfeita neste sentido”, afirma.

AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Para Leonardo Soares, se a empresa continuar em expansão chegará a hora de contratar um auxiliar administrativo. Ele será responsável pela gestão documental, emissão de contratos, contas a pagar e receber.

ATENDIMENTO

“Em um terceiro momento, será a vez de um profissional de atendimento. Ele será incumbido de atender, mas também de emitir propostas, negociar preços e serviços, responder ao telefone, examinar os emails. É um profissional fundamental, sobretudo, no segmento de rent a car”, detalha Leonardo.

GESTOR DE FROTA

Seguindo o exemplo da Maer Locadora de Veículos. Com o seu crescimento, chegará a vez de Áureo Drumond pensar em admitir um gestor de frota. Trata-se de um agente de serviços mais sofisticado, com mais experiência nas questões logísticas e conhecedor das negociações. “Tem uma atribuição fundamental nesse profissional que é a análise dos veículos. Ele geralmente fica responsável por avaliar como os carros estão sendo usados pelos clientes. Além disso, também tem o dever de acompanhar sinistros, dialogar com seguradoras, oficinas, atender a terceiros envolvidos, etc. É um colaborador que se faz presente em empresas com uma frota maior”.

GERENTE COMERCIAL

Com mais carros nos pátios, mais economia gerada pelas boas negociações nos custos da frota, com um atendimento já funcionando melhor e uma gestão administrativa financeira em dia, será a hora de buscar um gerente comercial e ampliar a equipe. “Nessa fase a locadora passa a ter um atendimento ativo. Deixa apenas de responder às demandas e vai ao mercado em busca de bons contratos. O gerente comercial também será o responsável por liderar uma equipe de vendas. Nesse momento a locadora já será uma empresa bem posicionada no mercado”, avisa Leonardo.

SABER CONTRATAR

Seja qual for o passo em qualquer um desses momentos, uma coisa é importante ficar atento: é preciso saber contratar. “Não existe uma receita única. Cada empresa tem um DNA, um “jeito de ser” e o processo de atração precisa traduzir isso. Mas acredito que algumas boas práticas podem ser usadas e perseguidas por todos”, revela Juliana Franco, Head de G&G da UseCar Locadora.

Segundo ela, a locadora precisa ter clareza quanto aos seus valores, propósitos e visão. Isso ajudará a pensar no perfil do futuro colaborador. “Outra ferramenta importante é uma descrição assertiva do cargo. Nela é preciso conter responsabilidades, habilidades técnicas e experiências necessárias para a ocupação”, explica.

Uma sugestão é contratar os serviços de um profissional de Talent Aquisicion (Aquisição de Talentos). Esses especialistas utilizam tecnologia sofisticada para a seleção de colaboradores como softwares para mapeamento e previsão de habilidades. Ferramentas capazes de prever como os futuros colaboradores poderão se comportar no local de trabalho.

“As competências de um profissional de Talent Aquisicion são muitas. Para esta missão é necessário ter conhecimento e entendimento de estratégia empresarial, comportamento humano, negociação, carreira, remuneração, inovação e tecnologia. Os profissionais de Gente e Gestão possuem esta experiência e tornará o processo muito mais eficiente para sua empresa”, detalha Juliana.

NÃO BASTA CONTRATAR

Também não basta apenas contratar. É preciso capacitar. “Treinar é fundamental. Mesmo que esse profissional já seja alguém experiente naquela determinada área em que vai atuar, ele precisa conhecer as normas que a locadora aplica”, explica Carlos Faustino, coordenador da Universidade Corporativa do Setor de Locação de Veículos – Uniabla.

“Treinar é fundamental sempre. E, nesse contexto de um novo colaborador, é determinante para o sucesso do novo funcionário dentro da empresa e da empresa diante do aproveitamento que esse novo colaborador possa exercer”, afirma. Por isso, acompanhar os cursos tanto do SINDLOC-MG quanto da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis – Abla – são indispensáveis. O sindicato retomará suas capacitações ainda no segundo semestre deste ano. Enquanto isso, é possível realizar cursos à distância por meio da Uniabla. Para saber mais, acesse www.abla.com.br/uniabla.

Da Revista SINDLOC-MG;

Fonte: Sindloc

Translate »
WhatsApp chat