Carro por assinatura atende ao objetivo de ter um carro próprio

Ter o carro próprio continua sendo um dos principais objetivos dos brasileiros. No entanto, com a valorização dos veículos ocorrida nos últimos anos, com o aumento dos combustíveis, do seguro e demais custos muitos devem repensar a operação que vão realizar.

 

Afortunadamente o mercado oferece muitas oportunidades e novas formas de conquistar o sonho do carro novo. Uma dessas formas, que está ganhando cada vez mais espaço, é o carro por assinatura.

O automóvel já é um bem que pode ser acessado via assinatura

Para quem gosta de trocar o carro com frequência, e quer ter sempre um modelo do ano, os carros por assinatura são uma grande opção. Também é uma boa alternativa para as pessoas que não querem perder tempo. Não querem  se preocupar com os impostos com seguro e demais serviços que envolvem ter o carro próprio.

Quem tem um carro por assinatura não precisa se preocupar todos os anos com o IPVA. Nem com o licenciamento, nem com a renovação da apólice do seguro. Pois todos esses gastos estão incluídos na mensalidade da assinatura.

A principal vantagem do serviço é a praticidade. O cliente tem seu carro zero quilômetro sem precisar se preocupar com a burocracia para tirá-lo da loja, nem com a simulação do seguro do carro, nem com o licenciamento. Inclusive, nem tem que se preocupar com o processo de venda do veículo quando decidir trocá-lo, tudo isso fica por conta da locadora.

Outra vantagem é que o cliente não precisa esperar que a concessionária tenha o veículo que está querendo. Nem aguardar toda a burocracia da compra. Isto porque as locadoras, mesmo com os inconvenientes que as montadoras têm atualmente, já possuem uma série de veículos à sua disposição para alugar. Com isso o cliente pode escolher, fazer os documentos e já sair com seu carro.

De acordo com a Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (Abla), até 2021, 8% dos serviços de locação de veículos representam este serviço. Mesmo tendo um pequeno alcance, os carros por assinatura a cada ano crescem um pouco mais no país. Pela possibilidade de ter um carro zero, mais brasileiros procuram este serviço. E se preocupar somente com a parcela da assinatura e de ter o combustível necessário para todos os dias.

Ter um carro zero

Considerando que muitos, diante dos altos custos para manter um veículo e do fato que manter ele mais tempo na garagem, preferiram vender seu carro. Usar o transporte por aplicativo foi a primeira opção para grande parte dos brasileiros. No entanto, atualmente não se mostra com tantas vantagens como ter o carro próprio. Isso lembrando dos incidentes aos que estão expostos atualmente. Além disso nem sempre o serviço está disponível quando é preciso ou para a região solicitada.

Mas, com o passar dos meses a opção de ter um carro zero quilômetro e somente pagar uma assinatura está se tornando mais atraente. Pois além da praticidade que os carros por assinatura oferecem, também podem gerar uma economia de cerca de 35% em relação às demais opções.

Números do setor de aluguel de veículos nos últimos anos

A frota total de veículos de locadoras em 2021 terminou com 1.136.517 unidades. Incluindo automóveis e comerciais leves, e fechou o ano com 13,8% a mais do que os veículos licenciados por locadoras em 2020.

No ano passado 25.5% dos carros zero quilômetro vendidos foram adquiridos por locadoras de veículos, isto é, 441.858 unidades. Em comparação com 2020 o aumento na compra foi de 22,5%. Mesmo assim, as aquisições feitas em 2021 ficaram 18,3% abaixo das compras realizadas antes da pandemia. Em 2019 foram registradas 541.346 unidades.

Sobre as marcas dos veículos que as locadoras oferecem, grande parte são do grupo automotivo Stellantis e da Volkswagen. Do total de veículos adquiridos em 2021, 167.987 carros pertencem ao grupo. Isto representa 38% do total. Enquanto que em segundo lugar, com apenas 85.164 unidades, fica a Volkswagen (19,27%). Entre todos os veículos, o Fiat Mobi Like é o modelo mais emplacado por locadoras, totalizando 29.571 unidades.

O 2021 finalizou com uma frota composta por 321.393 carros do grupo Stellantis (28,2% do total). Sendo também 239.646 veículos Volkswagen (21,09%). E 171.735 unidades da montadora GM (15,11%).

Emplacamento

Neste ano, o primeiro trimestre acumula 78.578 novos carros emplacados que serão alugados. Com isso alcança 19% das compras que foram feitas no ano anterior. No total, a frota de veículos das locadoras somava 1.173.357 unidades até março. Um crescimento de 3,2% neste período do ano.

Mesmo assim, se compararmos ao total da frota de veículos atualmente registrada, 112.444.241 unidades, de acordo com os dados de abril do Ministério da Infraestrutura, os veículos que pertencem à frota de aluguel é muito pequena.

Mas, além do aumento da frota das locadoras de veículos, há um aumento no registro de usuários que as empresas reportaram. Em 2021 foram 50,1 milhões de usuários, 12,3% a mais dos registrados em 2020 (44,6 milhões). Um ano de importantes restrições e apenas um pouco maior aos 49,6 milhões de usuários registrados em 2019.

Cerca de 48% desta frota, isto é, mais de 560 mil veículos, são alugados por clientes que pretendem fazer viagens de lazer ou de trabalho. Atualmente, com a retomada das atividades turísticas se recomenda aos turistas fazer as reservas do serviço com antecipação. Pois apesar de haver uma grande frota de veículos, é possível não encontrar o modelo mais indicado. Que seja de acordo com o tipo de viagem, a quantidade de pessoas e o tamanho da equipagem.

O aumento da frota de veículos alugados, o aumento da renda do setor e a geração de fontes de trabalho são importantes indicadores do aumento da demanda que este tipo de serviço vem oferecendo.

Translate »
WhatsApp chat