Lucro da Unidas cresce 63,6% e atinge R$ 83,9 milhões no 2º trimestre

Receita líquida avança 50,7% e supera R$ 1,1 bilhão puxada por melhoras e desempenhos recordes nas atividades de aluguel de carros, de gestão de frotas e da venda de seminovos

A Unidas, segunda maior locadora de automóveis do Brasil, teve lucro líquido recorrente de R$ 83,9 milhões no segundo trimestre deste ano, ganho de 63,6% superior ao apurado em igual período de 2018. É o maior lucro líquido na história da empresa.

O lucro líquido foi positivamente influenciado pelo crescimento de 50,7% na receita líquida, que atingiu R$ 1,155 bilhão, recorde histórico na companhia.

A receita Líquida do segmento de Aluguel de Carros (sem franquias) totalizou R$ 212 milhões, crescimento de 82% ante o segundo trimestre de 2018.

O volume de diárias de Aluguel de Carros (excluindo franquias) renovou o maior patamar histórico da companhia ao alcançar 3,3 milhões de diárias em um único trimestre, desempenhando um forte crescimento anual de 84,0%. O desempenho reflete a bem-sucedida estratégia da empresa em ampliar a sua base de clientes através da aceleração dos investimentos em marca e mídia, a melhora da experiência dos clientes no processo de locação, a contínua evolução na gestão de preços e a ampliação do mix de frota.

Em paralelo ao forte crescimento do volume de diárias, a Tarifa Média diária do segundo trimestre apresentou pequena queda de 0,7% em comparação ao 2T18, totalizando R$ 70,3.

Devido à forte expansão de 92,7% da frota média operacional própria destinada a este segmento, a Taxa de Ocupação do RAC foi de 75,5%. A companhia informa que seguirá com a ampliação da oferta de veículos à fim de atender a demanda dos próximos trimestres, garantindo assim, os níveis de qualidade de atendimento aos clientes, e pronta para capturar o maior crescimento possível dentro dos níveis de rentabilidade-alvo da administração.

Já a receita líquida de Terceirização de Frotas alcançou o patamar recorde de R$ 306,3 milhões no segundo trimestre de 2019, apresentando aumento anual de 21%.

No segundo trimestre de 2019, o volume operacional totalizou 6,42 milhões de diárias, registrando o mais novo recorde desta Unidade de Negócio de forma consecutiva. Este volume representa um crescimento anual de 14,8% em relação ao segundo trimestre de 2018.

A tarifa média mensal do segundo trimestre foi de R$ 1.610, apresentando um crescimento de 7,9% no período de 12 meses, mesmo considerando a variação praticamente flat do CDI para o mesmo período.

Segundo explicou a direção da Unidas, tais resultados refletem as importantes conquistas comerciais, tanto em grandes contas como em pequenas e médias empresas, sejam clientes que já terceirizavam sua frota com outras locadoras de veículos ou aqueles que estão terceirizando suas frotas pela primeira vez, além do elevado índice de renovação de contratos respaldados pelo elevado nível de qualidade entregue aos clientes já existentes em sua base, e da pré-disposição dos clientes em pagarem pela alta qualidade dos produtos e serviços ofertados, respaldados pela posição de líder e pelos comprovados expertise e know-how da Unidas neste segmento, dentre outros motivos.

No segmento de Seminovos, a Receita Líquida foi de R$ 630,4 milhões, representando um aumento de 62,5% em relação à Receita Líquida de um ano antes – novo recorde histórico da companhia em um único trimestre.

A venda de Seminovos totalizou 15.869 veículos no segundo trimestre de 2019, aumento de 30,5%, resultando na renovação do recorde histórico da companhia. O preço médio de venda foi de R$ 39,7 mil, apresentando avanço anual de 24,5%, devido ao mix de veículos vendidos nos períodos, às reduções das idades médias dos veículos vendidos em ambos os segmentos, sobretudo o de Aluguel de Carros, e à maior exposição à venda de carros do RAC, os quais possuem menor idade e, portanto, maior valor em relação aos carros de Terceirização de Frotas.

Ao final de junho de 2019, a frota consolidada da Unidas totalizou 152.512 veículos, representando um crescimento de 40,8% em relação a frota no segundo trimestre de 2018, explicado pela expansão dos negócios.

Fonte: DCI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
WhatsApp chat