Aeroporto de Brasília terá praça para embarque em carros de aplicativo

Com objetivo de desafogar as pistas de acesso ao terminal, a Inframerica investe R$ 15 milhões num novo equipamento que ficará pronto em 2020

O Aeroporto Internacional de Brasília, administrado pela Inframerica, saiu na frente e está com um projeto em andamento para resolver um dos principais gargalos de terminais ao redor do mundo: o congestionamento provocado por carros de aplicativo no desembarque. Com 18 milhões de passageiros por ano, o JK tem um público diário de 80 mil pessoas, ao considerar também a movimentação de funcionários, acompanhantes e pessoas que circulam nos hotéis, locadoras e concessionárias de veículo do entorno.

Para evitar que os carros de aplicativo ocupem tanto as pistas de embarque quanto de desembarque, a Inframerica investiu R$ 15 milhões numa praça, chamada pick up (pegar, na tradução do inglês), logo na saída do terminal, com ampla conexão visual, vários equipamentos, e estacionamento para carros de aplicativo e de locadoras. O diretor comercial da Inframerica, Ian Joels, explicou que a ideia surgiu da necessidade de uma área de espera confortável para os passageiros que desembarcam e aguardam pelo transporte urbano. “Mesmo que o terminal tenha cadeiras no saguão, a tendência do passageiro, que já passou pelo raio-x, entrou e saiu de um avião e pegou as malas, é de ir direto para a rua”, disse.

Atento ao crescimento de 20% ao ano no número de motoristas de aplicativos e na popularização do novo modelo de mobilidade urbana, Joels realizou várias pesquisas para chegar ao projeto, cujas obras já começaram e devem terminar no primeiro trimestre de 2020. A conclusão é de que mais de um milhão de veículos de aplicativos por ano usam as áreas de embarque e desembarque apenas para apanhar 1,5 milhão de passageiros, sem considerar aqueles que são deixados no terminal. “As pistas ficam congestionadas, porque eles dividem espaço com táxis, carros dos acompanhantes, vans de locadoras. Isso se tornou um problema em vários aeroportos”, disse.
Além de garantir vagas grandes para reduzir o tempo de embarque do passageiro a 70 segundos em média e dar espaço e segurança para o uso do porta-malas, a praça vai contar com vários serviços: restaurantes; cafés; playground; chafariz; arte urbana; lounge para aguardar os motoristas de aplicativo; uma pista exclusiva para veículos de locadoras, com outro lounge de espera; mesas coletivas de trabalho com tomadas para otimizar o tempo.  “A Praça Pick Up terá uma pegada cultura, com eventos temáticos. Tudo pensado para melhorar a experiência do usuário”, garantiu o diretor.
Fonte: Correio Brasiliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
WhatsApp chat