Toyota Lança Aplicativo Para Aluguel De Carros Diretamente Com Concessionárias

Durante o lançamento do Corolla 2020, a Toyota aproveitou a oportunidade para mostrar um novo conceito em termos de car sharing. Depois de várias pesquisas de mercado, a montadora japonesa desenvolveu um conceito próprio para aluguel de automóveis e acabou por criar o aplicativo Toyota Mobility Service(ou TMS). O serviço, que não fora divulgado amplamente em caráter comercial, já está em funcionamento há pouco mais de um mês, mas nesta semana, em evento no prédio do Cubo, em São Paulo, a empresa destrinchou o conceito de seu mais novo produto e o Canaltech conferiu de perto.

Como funciona?

O funcionamento do Toyota Mobility Services é bem simples: você baixa o aplicativo na loja do seu smartphone Android ou iOS, faz o cadastro, escolhe o modelo do veículo que deseja alugar e seleciona a concessionária que irá retirá-lo. A partir do dia 1º de novembro, a Toyota acrescentará a opção de delivery, ou seja, o concessionário levará o veículo na sua casa, mas, claro, com um valor adicional de R$ 70 e desde que sua residência esteja a no máximo 10 quilômetros da loja.

Ao alugar um carro pelo TMS, o usuário terá seguro completo, assistência 24 horas e monitoramento. Além disso, por meio do app, é possível aumentar o prazo do aluguel e selecionar outra concessionária para devolver o produto. É possível alugar por uma hora, um dia, uma semana, sete dias, 14 dias e um mês, com os preços ficando proporcionalmente mais baixos à medida que o prazo de aluguel aumenta.

Público bem definido

Ao formatar o TMS, a Toyota quis se diferenciar das locadoras tradicionais. Além da logística ser bem diferente, os automóveis oferecidos são apenas as versões completas de todos os modelos do catálogo do grupo, que vão desde os mais populares, como o Etios e o Yaris, até os modelos mais caros da Lexus, a divisão de carros de luxo. “Quando você escolhe um automóvel pelo TMS você não o escolhe por categoria. Você vai alugar aquele carro que desejou, o mais completo possível, sem truques”, explica Roger Armellini, gerente regional de mobilidade da Toyota para a América Latina, durante apresentação em São Paulo.

Com essa ideia, o foco da Toyota passou a ser em pessoas que desejam alugar um veículo, no caso os específicos da marca, mas com muito mais conforto e sem “preocupações” com quilometragem, o nível de cobertura do seguro, suporte técnico, entre outros adendos. Ao alugar um carro pelo TMS, o usuário só precisa pagar e usá-lo como bem entender.

“Quando uma pessoa busca o TMS, ela não quer apenas ir do ponto A ao ponto B da maneira mais simples possível, ela quer desfrutar de uma boa experiência, com um automóvel completo, seguro e extremamente confortável, além, é claro, de estar bem amparado”, explica Miguel Fonseca, vice-presidente executivo da Toyota para a América Latina, em entrevista ao Canaltech. “A proposta aqui é oferecer um produto top e com flexibilidade de horário e permanência, diferente do que as locadoras geralmente fazem”, completa Fonseca.

Geralmente as locadoras oferecem automóveis de diferentes categorias, marcas e tamanhos, mas sempre com versões básicas, sobretudo nos modelos de entrada. Além disso, o preço pode ficar bem mais caro se colocarmos o seguro completo, como o TMS já o faz. Por isso, em um primeiro momento, o preço do serviço da Toyota pode assustar um pouco, mas, se compararmos com o que as locadoras tradicionais fazem, o valor pode compensar. O automóvel vem sempre com o tanque cheio e não há limite de quilometragem para o uso.

“Um de nossos clientes chegou a alugar um Etios Sedan por apenas uma hora para levar muitos engradados de cerveja para uma festa. É diferente? É. Mas a proposta é justamente dar ao cliente o máximo de flexibilidade e transparência possível”, comentou Fonseca.

Negócios e futuro

Segundo a Toyota, algumas melhorias já estão sendo pensadas para o TMS. Uma delas será a possibilidade de retirar o veículo e utilizá-lo sem que o concessionário tenha que lhe entregar chaves e demais instruções. Isso já ocorre com alguns serviços, como a Zascar, por exemplo, mas, diferente deste app, o usuário terá de fazê-lo nos pontos da Toyota, com hora marcada.

E por falar no concessionário, sua participação é fundamental para que o TMS possa ocorrer. Por isso, a Toyota oferece duas opções para a inclusão dos veículos no serviço: caso o concessionário queira colocar um carro de sua frota diretamente, seu ganho pelo aluguel será maior. Caso ele prefira comprar um carro da montadora com este fim, a Toyota ficará com uma fatia maior, porém, facilitará a aquisição do veículo.

“O concessionário é peça importante para a expansão deste produto. Temos o plano de expandir para até 200 pontos de retirada até o ano que vem”, revela Fonseca.

Canaltech fez um aluguel do SUV híbrido RAV4 por meio do Toyota Mobility Services e contará a experiência completa com o serviço em breve. O app está disponível para Android e iOS.

Leia a matéria no Canaltech.

 

Translate »
WhatsApp chat