Unidas está mais experiente e menos endividada, aponta Itaú BBA

Unidas (LCAM3) está mais experiente e preparada para crescer com novas lojas em um nível mais elevado de margens, aponta o Itaú BBA em um relatório produzido após a incorporação dos números do aumento de capital no final de dezembro de 2019.

A entrada de aproximadamente R$ 1,2 bilhão em caixa aliviou o endividamento esperado para a empresa, que caiu de 3 vezes a dívida líquida sobre o Ebitda para 2,1 vezes.

Este nível tende a subir mais um pouco com resultado do “forte crescimento” projetado, para 2,3 vezes em 2020 e 2,5 vezes no futuro.

A analista Renata Faber elevou o preço-alvo de R$ 21,33 para R$ 32 aos papéis da empresa. A recomendação é de compra (outperform – desempenho acima da média do mercado).

Divisões

Para a parte de aluguel de carros (RAC – Rent a Car), Faber espera uma menor margem Ebitda para 2020 e um nível de depreciação anual mais conservador por carro.

Ela estima uma uma demanda crescente e forte crescimento pela frente, que deve desencadear novas aberturas de lojas que, por sua vez, podem pressionar temporariamente as margens.

Já no segmento de gestão de frotas (fleet managament), além do crescimento orgânico, a analista não descarta a entrada ou maior exposição a novos negócios.

Em seminovos (venda de usados), explica o relatório, as novas lojas levaram mais tempo do que o esperado para maturar, o que afetou as margens.

“Com as lições aprendidas, a empresa planeja continuar a abrir novas lojas, e, à medida que amadurecem, a diluição das despesas administrativas, de vendas e gerais (SG&A, na sigla em inglês), deve contribuir para melhor margem Ebitda”, conclui Faber.

 

 

Translate »
WhatsApp chat