Aumento de viagens corporativas sinaliza economia mais aquecida

Os ventos têm soprado a favor dos negócios da Movida nos últimos anos. As ações da locadora de carros tiveram uma valorização de mais de 100% desde que resolveu abrir o capital na bolsa de valores, em fevereiro de 2017. Em entrevista a MONEY REPORT, Renato Franklin, CEO da empresa, conta os motivos para o bom momento.

O executivo cita desde o avanço da tecnologia até a mudança cultural de que o carro próprio deixou de ser um sonho de consumo para as pessoas. “Hoje, com o Waze, você consegue alugar carro em qualquer lugar. Antigamente você não sabia dirigir em uma região você não alugava”, diz.

“A cultura do compartilhamento hoje está em tudo. De você ter menos ativo imobilizado e pagar pelo uso. Isso tudo estimula as pessoas, a quando fizer sentido, alugar um carro”, acrescenta. Mesmo com o crescimento expressivo, Franklin vê ainda muito potencial para a expansão.

“Se você pegar os números, estima-se que só 3,5% da população brasileira dos motoristas habilitados já alugaram um carro. Então ainda é muito baixo perto do que pode ser”, destaca. O CEO da Movida fala também sobre o cenário econômico. Na avaliação dele, a aprovação da reforma da Previdência ajuda a melhorar o ambiente de negócios no país. O executivo também aponta perspectivas positivas para os próximos meses.

“De agosto para cá, o número de viagens corporativas está aumentando, que mostra que as empresas estão começando a trabalhar projetos, abrir novas frentes comerciais para vender”, completa.

Fonte: Money Report

Translate »
WhatsApp chat