Movida tenta provar ao Cade que fusão Localiza e Unidas fez preços subirem

Na batalha travada no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para tentar barrar a fusão Localiza e Unidas, a Movida tenta mostrar ao órgão de concorrência que, mesmo antes da aprovação da fusão, os preços de alugueis de automóveis já subiram significativamente.

 

 

A Movida apresentou um relatório da Ferres Economia que mostra que os preços de locação subiram em média 23% entre fevereiro e julho deste ano, com base em consulta aos sites das empresas. O relatório diz que os preços subiram por conta de uma restrição de oferta de frota, mesmo sem ter havido queda na demanda, que já retornou aos níveis pré-pandemia. Mas a própria consultoria alerta que “cabe investigar se essa redução é legítima – fruto de contextos empresariais específicos (choque de custos, restrição de oferta de veículos) – ou se se essa redução de oferta foi puxada pelas duas empresas em função de uma redução da rivalidade entre empresas”.

Um dos pontos que poderia ter influenciado o aumento dos preços é a venda de veículos pelas locadoras, que afeta a oferta para locação. Por conta da maior dificuldade de entrega de veículos novos pelas montadoras, a Movida reduziu em 30% a venda de veículos para ter oferta de locação, já a Unidas acelerou a venda, vendendo 29% mais automóveis, e a Localiza restringiu em apenas 8,7% as vendas de sua frota.

Os analistas do BBI disseram em relatório divulgado nesta semana que os preços de locação subiram por conta dos preços altos dos automóveis novos e aumento dos juros.  “A Localiza é o marcador de preço no mercado de locação de veículos e sua decisão de aumentar os preços para preservar o retorno do capital investido permitiu que locadoras de veículos menores seguissem o exemplo”, disseram os analistas.

 

Fonte: veja.abril.com.br

Translate »
WhatsApp chat